SÉRIES!

Ontem à noite (ou melhor, hoje de madrugada), eu fiquei até às duas da manhã assistindo “The Vampire Diaries”. Bah, esse negócio de se viciar muito em uma série “é o melhor dos tempos, o pior do tempos”. Realmente, é muito legal conhecer e se apaixonar por uma série. Não digo simplesmente gostar de assistir uma, olhar de vez em quando um episódio, etc. Não. Me refiro ao vício, à obsessão; a olhar metade de uma temporada em um dia; a achar que conhece os personagens melhor do que eles mesmos; a torcer, chorar e rir; e claro, acima de tudo isso, a temer o inevitável: ou seja, chegar ou ao final da série (para o caso de se apegar a uma série depois de ela já ter deixado de existir) ou ao tempo real da série, onde se precisa esperar uma semana inteira para assistir a um mísero episódio e meses para começar a próxima temporada. Eu já tive muitos vícios de séries nesses meus 20 anos. MUITOS. Na verdade, sempre estive envolvida, no mínimo, com uma série por vez durante toda a minha vida.

Lembro que a primeira foi Sailor Moon. Nossa, eu adorava aquele desenho. Eu tinha uns 4 anos na época, e ninguém era mais legal do que a Serena. Claro, nessa época (devido a minha pouca idade e tbm à pouca tecnologia da época) eu não podia me viciar, tinha que assistir todos dias, na volta do Jardim da Escola, a apenas um episódio junto com a minha irmã. Nem sempre era na ordem, claro. Acho que eu nunca cheguei a assistir todos os episódios, mas guardo algumas cenas (bem como a musiquinha de abertura) bem nítidas na memória. Há alguns meses eu baixei os episódios da primeira temporada e tentei assistir de novo. Não rolou. Mas sempre vou me lembrar com muito carinho de Sailor Moon.

Gente, eu ganhei essa boneca da Sailor Moon de Natal, acho que 1996, da Zeza, minha tia *-*

Gente, eu lembro que tinha várias dessas bonequinhas!! Elas eram lindas *-*

Minha infância também foi povoada com várias outras séries. Lembro que na tv aberta (como o Sbt era bom pra isso, né?) eu assistia Blossom (que mesmo depois de velha eu continuo amando), Punky A Levada da Breca, Três é Demais e Um Maluco no Pedaço. Eu também assistia bastante às séries da Nickelodeon; adorava Kenan e Kel e Sabrina Aprendiz de Feiticeira. Lembro inclusive que Kenan e Kel passava das 22:00 às 22:30 e Sabrina das 22:30 às 23:00. Eu nunca tive uma hora de dormir estipulada (meus pais nunca se ligaram muito nisso), por isso, eu mesma estipulei que minha hora de dormir era depois de Kenan e Kel e, quando eu não estava com sono ou estava com um sentimento rebelde, depois de Sabrina

Eu adorava o namorado da Blossom, o Vinnie!

Sabrina!

Eu também amava os desenhos da Nickelodeon e do Cartoon Network. Eu assistia MUITO O Laboratório de Dexter (amava a Didi), The Rugrets (era louca pela Angélica e pela boneca dela, a Cíntia. Lembro que, durante bastante tempo, eu tentei chamar tudo que é tipo de bolacha de “biscoitos”, pra me parecer com a Angélica, mas não adiantou, acho que a palavra “biscoito” nunca vai colar no Brasil), Os Thornberrys, A Vaca e o Frango, Johnny Bravo, Coragem O Cão Covarde e Ei Arnold! (que eu ainda amo de paixão. Motivo? Helga G. Pataki, minha ídola). Pois é, como podem ver, minha infância foi recheada de tv; ou melhor, de séries. Todas essas séries ajudaram a moldar minha personalidade, meu gosto. 

Helga

Mai alguém aí acha a paixão da Helga pelo Arnold uma coisa meio “O Morro dos Ventos Uivantes”? O.o Sério, eu amo a Helga. Na real, sempre me achei bem parecida com ela…

Depois de grande, passei por uma fase vintage. Olhei compulsivamente Jeannie é um Gênio e, de vez enquanto, A Feiticeira. Logo me apaixonei por Friends (paixão que levo até hoje e comprovo nas minhas noites de insônia). Quando comecei a olhar Friends, a série tinha acabado de terminar. Lembro que a Warner passava todos os dias um episódio. Eles passaram TODA a série na sequência certinha. E eu olhei tudo, sem perder nenhum. Depois eles passaram tudo de novo e, mais uma vez, eu olhei TUDO. Depois comprei todas as temporadas e assisti a cada episódio mais umas 100 vezes ao longo dos anos. Sério, acho que assisti mais Friends do que Chaves. Bah, esqueci de falar de Chaves O.o Bom, acho que nem preciso comentar, né? Toda a criança brasileira que se preze cresceu com o Chaves.

Depois de Friends, meu vício virou Sex And The City. Compramos as 6 temporadas e assistimos cada episódio umas 300 vezes. Sério, eu sei a maioria dos diálogos da série de cor, de tanto que olhei. Há um tempo atrás eu estava gostando bastante de Buffy A Caça Vampiros, mas, sei lá, nunca foi um vício, sabe? Vício mesmo foi o que passei com as próximas duas… A primeira delas: Bones. Bah, que história eu tive com essa série. Eu me viciei de uma forma muuuito louca. Lembro que eu ainda não trabalhava, e não tinha NADA de dinheiro, mas mesmo assim queria muito acompanhar a série (na época a Fox só estava passando a primeira temporada e alguns episódios da segunda). Sim, eu poderia ter baixado tudo e olhado pelo computador. Agora sei disso. Mas, na época, por algum motivo, isso não me passou pela cabeça O.o Por esses tempos, o Submarino fez uma promoção das 5 primeiras temporadas por pouco mais de R$100,00, e eu comprei em 12 vezes! O.o Eu assisti Bones até o último episódio da sexta temporada. Depois fiquei com tanta raiva do jeito que conduziram a história, que parei de assistir.

Bom, quanto a outra viciante (que veio logo depois de Bones): Grey’s Anatomy. Bah, eu assisti 8 temporadas em algumas semanas, e olha que estava trabalhando e estudando um monte na época. Grey´s Anatomy é responsável pela MAIOR crise de choro que já tive na minha vida televisiva. Qual o episódio? Bom, pra tentar não dar nenhum spoiler , digo apenas: George + Izzy + Elevador. Hmm… Será que ficou “entendível”? Bom, prosseguindo… ATUALMENTE, acompanho fervorosamente The Big Bang Theory  e The Walking Dead. Uma série de comédia e outra de terror/ação. No entanto, percebam, me faltava romance, entendem? Me faltava algum outro tipo de emoção. E aí começou minha saga por uma nova série.

Damon e Elena!

Eu tentei várias coisas, The Following, The Mentalist, Dexter, The Middle… E, finalmente, The Vampire Diaries. Gente, estou viciada!!!!!!!! Céus, eu chego a sonhar com o Demon e a Elena (detesto o Stefan). Estou amando a série, amando mesmo. E, agora, estou satisfeita *-* Eu só queria ter forças de olhar apenas um episódio por dia, pra não esgotar meu estoque e chegar ao temível momento de aguardar séculos por novidades, sabe? Mais sei que isso é impossível, porque só ontem eu olhei uns 8 episódios (e olha que cada um tem mais de 40 minutos O.o). Bom, veremos o que o futuro reserva, certo? Um beijo, pessoal! =)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s